Gilson Volpato

Ciência & Comunicação

Construindo uma sociedade melhor

Assuma a educação e a ciência como base para nossa sociedade

Venda de autorias... quando não cobra, é diferente?

Categoria(s): Redação Científica

Link da Notícia

Fonte: Estadão, Blogs Herton Escobar

Comentário do Prof. Gilson Volpato 01/12/2013:

Detectaram agência chinesa que vende autorias em artigos. A isso não resta nem muitos comentários, apenas a confirmação de que incompetência leva a desonestidade. Mas e as "Agências" que fazem a mesma coisa, mas não cobram para colocar autorias fraudulentas? Conhecem essas "Agências"? São aquelas formadas por pesquisadores que usam autorias para favorecer amigos ou pagar favores. Elas são muito numerosas e estão em todas as universidades. São seus critérios meritórios de autoria:

1 - Pertencer ao grupo (atenção, é formação de quadrilha!).

2 - Realizar análise estatística.

3 - Emprestar ou doar material para a pesquisa.

4 - Ceder espaço no laboratório.

5 - Ter cacife para aumentar a chance de publicação ou citação.

Em todos os casos, é mais um caso de incompetência regendo a atividade científica. Casos similares existem aos montes, pois incompetência não é qualidade de poucos. Criticar a empresa que vende autoria todos fazem, mas poucos vão abertamente à crítica daqueles que distribuem autoria por critérios de interesse não científico. Acho que vale a pena pensar nisso. O autor de um artigo científico precisa:

1 - construir parte intelectual do trabalho (por ex., ideia do trabalho e/ou conclusões);

2 - concordar com todas as conclusões e argumentações do trabalho;

3 - estar apto a defender a essência intelectual do trabalho perante a comunidade científica.