Gilson Volpato

Ciência & Comunicação

Construindo uma sociedade melhor

Assuma a educação e a ciência como base para nossa sociedade

Fraudes em Revistas Open Access

Categoria(s): Publicação Científica

Link da Notícia

Fonte: SciDevNet

Comentário do Prof. Gilson Volpato 24/10/2013:

Neste texto de Rodrigo de Oliveira Andrade, voltamos à questão de revistas Open Access predadoras. De um lado, isso trará certo prejuízo para o sistema Open Access, mas será passageiro. A rediscussão do sistema ocorrerá, como afirma Simone Pallone, mas não creio que seja tão profundo quanto se poderia supor. Inspirado nesse artigo de Rodrigo, começo a delinear alguma proposta mais objetiva. Acho que a presença dessas revistas no ISI-JCR e outras bases importantes começará a fazer a diferença. Mesmo com mais revisores e maior prazo para julgamento dos manuscritos não se eliminam as falcatruas de editores predadores. A corrente do Open Access, junto com os vários ataques a sistemas consolidados, como o Fator de Impacto, trouxeram certo ambiente de revelia às cobranças. Isso é típico nesta geração que valoriza os direitos e esquece os deveres. No ambiente da publicação científica temos que entender que as publicações têm custo que devem ser arcados por alguém. Defendo que isso seja arcado pelos governos ou outros financiadores de pesquisa de cada país, mesmo que o cientista seja o veículo de tal processo (por ex., conseguindo financiamentos para a pesquisa, o que inclui a publicação). A diferenciação de quais revistas são sérias e quais são as predadores é que está em jogo. Dizer que a revista submete a 3 revisores e que o tempo de análise é de 2 a 3 meses não garante que a revista não seja predadora. A julgamento final fica na mão dos editores e este julgamento pode ser facilitado ou dificultado. Vejam, por exemplo, revistas de baixo escalão que favorecem artigos de amigos. Acredito que a diferenciação só será possível por meio da história da revista, mantendo um sistema aberto de crítica aos artigos publicados (similar a Blogs, como já ocorre no sistema PLoS e algumas outras revistas). Certamente revistas que aceitam artigos fracos receberão muitas críticas, penalizando o sistema permissivo (similar ao que fazemos quando vamos escolher um hotel... olhamos os comentários dos clientes). Acho que essa será a principal alternativa... novamente, a comunidade científica julga!